Locais Padrão dos Arquivos

Caixa de Entrada e Caixa de Saída

Os locais padrão de upload e download podem variar entre os processos do Oracle Enterprise Performance Management Cloud.

  • O local padrão da Caixa de Entrada e da Caixa de Saída no qual o EPM Automate faz o upload dos arquivos e armazena os arquivos para download pode ser acessado por esses aplicativos. Você deve fazer upload dos arquivos para esse local caso planeje processá-los usando um processo nativo destes aplicativos.

    • Planning
    • Módulos do Planning
    • Account Reconciliation
    • Financial Consolidation and Close
    • Tax Reporting
    • Narrative Reporting

    Você pode usar o Explorer da Caixa de Entrada/Saída para procurar os arquivos armazenados no local padrão. Os instantâneos do EPM Automate que você cria com o utilitário não são listados no Explorer da Caixa de Entrada/Saída; é possível exibi-los na guia Instantâneos da Migração.

  • Os arquivos que serão processados usando processos do Profitability and Cost Management deverão ser carregados para profitinbox. Os arquivos exportados pelos processos do Profitability and Cost Management são armazenados em profitinbox. Use o Explorer de Arquivos para procurar esses arquivos.

  • Os arquivos a serem processados com o Gerenciamento de Dados devem estar disponíveis na Caixa de Entrada ou em uma pasta dentro dela. Por padrão, os arquivos exportados com o Gerenciamento de Dados são armazenados na Caixa de Saída, enquanto as saídas de relatório do Gerenciamento de Dados são armazenadas na pasta outbox/report do Gerenciamento de Dados. Use o Explorer de Arquivos do Gerenciamento de Dados para procurar esses arquivos.

  • O Oracle Enterprise Data Management Cloud usa o local padrão para importação e exportação de arquivos para upload, cópia ou download. É possível exibir os arquivos no local padrão usando o comando ListFiles.

Arquivos de Log

Cada execução de um comando do EPM Automate gera um arquivo de depuração, que é excluído automaticamente caso o comando seja executado com sucesso. Se ocorrer um erro durante a execução do comando, o arquivo de depuração do comando que falhou será mantido no diretório de onde você executou o EPM Automate. Por padrão, esse é o diretório Oracle/epm automate/bin (Windows) ou home/user/epmautomate/bin (Linux/UNIX).

Os arquivos de depuração do EPM Automate usam a convenção de nomenclatura a seguir:

commandname_date_timestamp.log. Por exemplo, se a execução do comando listfiles falhar às 09:28:02 em 23 de novembro de 2020, o nome do arquivo de depuração será listfiles_23_11_2020_09_28_02.log.

Não é possível suprimir a criação do arquivo de depuração para um comando cuja execução falhou. No entanto, você pode gravar informações de depuração e a saída do comando em um arquivo em outro diretório anexando -d juntamente com o nome do arquivo de depuração e os fluxos de saída (-d >> c:\logs\LOG_FILE_NAME.log 2>&1) ao fim do comando, como é mostrado no exemplo do Windows a seguir:

epmautomate listfiles -d >> c:\logs\listfiles.log 2>&1