Anexando um volume

Você pode anexar um volume a uma instância para expandir o armazenamento disponível na instância. Se você especificar iSCSI como tipo de anexo de volume, conecte e monte o volume da instância para que o volume seja utilizável. Para obter mais informações, consulte Tipos de Anexo de Volume e Conexão com um Volume.

Você pode anexar volumes a mais de uma instância de cada vez; consulte Anexando um Volume a Várias Instâncias. Para evitar dados corrompidos nas operações de leitura/gravação não controlada com vários anexos de volume da instância, você deve instalar e configurar um sistema de arquivos clusterizado para que possa usar o volume; consulte Configurando Vários Anexos de Volume da Instância com Acesso de Leitura/Gravação para obter mais informações.

Observação

Só anexe volumes do Linux a instâncias do Linux e volumes do Windows a instâncias do Windows.

Política Obrigatória do Serviço IAM

Para usar o Oracle Cloud Infrastructure, você deve receber o tipo necessário de acesso em uma política  gravada por um administrador, se estiver usando a Console ou a API REST com um SDK, uma CLI ou outra ferramenta. Se você tentar executar uma ação e receber uma mensagem de que não tem permissão ou não está autorizado, confirme com o administrador o tipo de acesso que você recebeu e em qual compartimento  você deve trabalhar.

Para administradores: A política em Permitir que os usuários iniciem instâncias do serviço Compute inclui a capacidade de anexar/desanexar volumes em blocos existentes. A política em Permitir que os administradores de volume gerenciem volumes em blocos, backups e grupos de volumes permite que o grupo especificado faça tudo com volumes em blocos e backups, mas não inicie instâncias.

Se você não estiver familiarizado com políticas, consulte Conceitos Básicos de Políticas e Políticas Comuns. Para obter informações de referência sobre como escrever políticas para instâncias, redes na nuvem ou outros recursos da API de Serviços Principais, consulte Detalhes dos Serviços Principais.

Zonas de Segurança

As Zonas de Segurança garantem que seus recursos de nuvem estejam de acordo com os princípios de segurança da Oracle. Se qualquer operação de um recurso em um compartimento de zona de segurança violar uma política para essa zona de segurança, a operação será negada.

As políticas de zona de segurança a seguir afetam sua capacidade de anexar volumes em blocos às instâncias do serviço Compute.

  • Todos os volumes em blocos anexados a uma instância do serviço Compute em uma zona de segurança devem estar em uma zona de segurança.

  • Os volumes em blocos em uma zona de segurança não poderão ser anexados a uma instância do serviço Compute que não estiver em uma zona de segurança.

Usando a Console

  1. Abra o menu de navegação. Em Infraestrutura Básica, vá para Compute e clique em Instâncias.
  2. Na lista Instâncias, clique na instância à qual você deseja anexar um volume.

  3. Na seção Recursos, clique em Volumes em Blocos Anexados.

  4. Clique em Anexar Volume em Blocos.

  5. Selecione o tipo de anexo de volume, iSCSI, Paravirtualizado ou Permitir que o Oracle Cloud Infrastructure escolha o melhor tipo de anexo.

    Para obter mais informações, consulte Tipos de Anexo de Volume.

  6. Na lista drop-down Compartimento do Volume em Blocos, selecione o compartimento.

  7. Especifique o volume ao qual você deseja anexar. Para usar o nome do volume, escolha SELECT VOLUME e, em seguida, selecione o volume na lista drop-down Volume em Blocos. Para especificar o OCID do volume, escolha ENTER VOLUME OCID e, em seguida, digite o OCID no campo OCID do Volume em Blocos.

  8. Se a instância suportar caminhos de dispositivos consistentes e o volume que você está anexando não for um volume de inicialização, selecione um caminho na lista drop-down Caminho do Dispositivo ao anexar. Isso é necessário e permite que você especifique um caminho de dispositivo para o anexo do volume que permaneça consistente entre as reinicializações da instância.

    Para obter mais informações sobre esse recurso e as instâncias que o suportam, consulte Conexão com Volumes com Caminhos de Dispositivos Consistentes

    Dica

    Selecione um caminho de dispositivo ao anexar um volume na Console; não é opcional. A especificação de um caminho de dispositivo é opcional quando você anexa um volume usando a CLI, APIs REST ou o SDK.
  9. Selecione o tipo de acesso, Leitura/Gravação ou Somente para Leitura.

    Para obter mais informações, consulte Tipos de Acesso a Volume.

  10. Para anexos de volume paravirtualizados em instâncias de máquina virtual (VM), você pode criptografar opcionalmente dados transferidos entre a instância e os servidores de armazenamento do serviço Block Volume. Para fazer isso, marque a caixa de seleção Usar criptografia em trânsito. Se você configurou o volume para usar uma chave de criptografia que você gerencia usando o serviço Vault, essa chave será usada para criptografia em trânsito. Caso contrário, a chave de criptografia fornecida pelo sistema Oracle será usada. Consulte Criptografia de Volume em Blocos para obter mais informações.

  11. Clique em Anexar.

    Quando o ícone do volume não o listar mais como Anexando, se o tipo de anexo for Paravirtualizado, você poderá usar o volume. Se o tipo de anexo for iSCSI, primeiramente, estabeleça conexão com o volume. Para obter mais informações, consulte Conexão com um Volume.

    Nas instâncias baseadas em Linux, se você quiser montar automaticamente volumes na inicialização da instância, defina algumas opções específicas no arquivo /etc/fstab ou a instância poderá falhar ao ser iniciada. Isso se aplica aos tipos de anexo iSCSI e paravirtualizado. Para volumes que usam caminhos de dispositivos consistentes, consulte Opções de fstab para Volumes em Blocos Usando Caminhos de Dispositivos Consistentes. Para todos os demais volumes, consulte Opções de fstab Tradicionais.